Sujeição Do Arguido A Diligências De Prova E Outros Temas

14.28

FRANCISCO DE ALMEIDA GARRETT (Novembro de 2007) 

O nemo tenetur tem consagração constitucional e abarca quer a liberdade comunicacional do arguido, quer outras situações de cooperação incriminatória activa com a justiça. Existe um dever especial de informação por parte das autoridades que visa obstar a uma auto-incriminação involuntária do arguido, devendo tal informação estar formalmente documentada, sob pena de a proibição de valoração recair sob a prova que o arguido forneceu contra si próprio e, quiçá, sobre a prova que lhe for consequencial.

Categoria:

Descrição

O nemo tenetur tem consagração constitucional e abarca quer a liberdade comunicacional do arguido, quer outras situações de cooperação incriminatória activa com a justiça. Existe um dever especial de informação por parte das autoridades que visa obstar a uma auto-incriminação involuntária do arguido, devendo tal informação estar formalmente documentada, sob pena de a proibição de valoração recair sob a prova que o arguido forneceu contra si próprio e, quiçá, sobre a prova que lhe for consequencial.

ISBN: 978-989-8070-15-9
Dim: 13,50 cm x 21,00 cm

Avaliações

Não existem opiniões ainda.

Seja o primeiro a avaliar “Sujeição Do Arguido A Diligências De Prova E Outros Temas”

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *