A Celebração Do Rei Lagarto

10.38

JOÃO PEDRO MARTINS (Julho de 2013)

Entro e saio do bar de m&aaucte; reputação. Passaram dois ou três minutos no máximo. Logo à chegada uma mulher de aspecto duvidoso com uma dezena de pregos espalhados pela face a mim se dirigiu oferecendo-me aquela que iria ser a melhor noite da minha vida. Virei-lhe costas. Inicialmente pensei ir ao encontro do homem grande e escuro com o umbigo encostado ao balcão para lhe pedir algo forte para emborcar. Desisti.

Descrição

Entro e saio do bar de m&aaucte; reputação. Passaram dois ou três minutos no máximo. Logo à chegada uma mulher de aspecto duvidoso com uma dezena de pregos espalhados pela face a mim se dirigiu oferecendo-me aquela que iria ser a melhor noite da minha vida. Virei-lhe costas. Inicialmente pensei ir ao encontro do homem grande e escuro com o umbigo encostado ao balcão para lhe pedir algo forte para emborcar. Desisti.

Saí porta fora mal esta se tinha imobilizado após a minha chegada. A noite na cidade está quente. Os corpos fervilham. Agitam-se, até nas ruas. Eu estou desolado mas bem desperto e continuo cheio de sede. Deparo com Jim ao virar da esquina. Seguimos lado a lado. Caminhamos rodeados de sombras na direcção da praia. Apetece-nos o cheiro do mar.

ISBN: 978-989-8647-07-8
Dim: 15,50 cm x 23,50 cm
Pag: 120pp

Avaliações

Não existem opiniões ainda.

Seja o primeiro a avaliar “A Celebração Do Rei Lagarto”

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *